Fale conosco pelo WhatsApp
O responsável pela avaliação cardiológica é o médico cardiologista

A avaliação cardiológica tem como objetivo principal avaliar o paciente de forma integral. Definir se há alteração no sistema cardiovascular que caracterize uma doença do coração específica, além de abordar e controlar os fatores que aumentam o risco cardiovascular, com enfoque em adequação do estilo de vida e promoção da saúde.

O diagnóstico precoce das doenças cardiovasculares feito por meio da avaliação cardiológica possibilita um tratamento mais eficaz e melhor prognóstico. Pessoas sem doença alguma, muitas vezes possuem maus hábitos e fatores que aumentam o risco cardiovascular.

Controlar esses fatores e tentar melhorar hábitos inadequados, visam diminuir o risco de doenças cardíacas ocorrerem no futuro, além melhorar o status de saúde global.

Por que fazer uma avaliação cardiológica?

Apesar de as patologias do coração terem uma variedade de sintomas, algumas vezes elas evoluem de forma silenciosa e se manifestam de forma inesperada. Por esse motivo, não é aconselhável esperar algum sinal aparecer para, então, buscar auxílio médico.

A realização periódica da avaliação cardiovascular, com um intervalo mínimo de 1 ano, contribui para uma vida mais saudável. Algumas das condições que podem ser detectadas pela avaliação cardíaca são:

  • Pressão alta;
  • Diabetes;
  • Aterosclerose;
  • Obstrução dos vasos das pernas e do pescoço;
  • Aneurisma de aorta;
  • Arritmias;
  • Doenças nas válvulas cardíacas;
  • Doença arterial coronariana;
  • Alteração de colesterol e triglicérides;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Sobrecarga dos ventrículos e átrios do coração;
  • Entre outras.

Quando a avaliação do coração é indicada?

Os indivíduos que não desempenham uma atividade esportiva intensa podem fazer a avaliação cardiológica após os 35 anos. No entanto, existem alguns fatores de risco que intensificam a necessidade de visitar o médico cardiologista. A realização dos exames cardiológicos é sugerida nos seguintes casos:

  • Histórico familiar de doenças cardíacas, principalmente de parentes de primeiro grau, começando aos 30 anos;
  • Sedentarismo;
  • Hipertensão;
  • Consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Obesidade;
  • Colesterol elevado;
  • Tabagismo;
  • Diabetes;
  • Estresse.

A avaliação do coração também é indicada quando o paciente pretende fazer exercícios físicos ou precisa se submeter a um procedimento cirúrgico. Confira abaixo a importância desses exames:

  • Avaliação cardiológica para atividade física: o objetivo principal e avaliar se o atleta está apto para a atividade física proposta. Avaliar e descartar problemas que aumentam o risco de morte súbita ou cardiopatia durante a atividade física é fundamental na avaliação pré participação.
  • Avaliação cardiológica pré-operatória: o objetivo é determinar o risco de complicação cardiovascular perioperatório e estabelecer medidas práticas para redução do risco estimado.

Quais são os principais exames da avaliação cardíaca?

Os principais exames que compõem a avaliação cardiológica são: Anamnese (história do paciente) e exame físico. Além disso, exames complementares são necessários.

Eletrocardiograma (ECG)

A avaliação cardiológica com ECG é realizada com eletrodos colocados na pele em áreas diferentes do coração para averiguar os impulsos elétricos. O objetivo é identificar possíveis falhas na condução do estímulo elétrico cardíaco.

Teste ergométrico

O exame é feito em uma esteira rolante com o paciente submetido a um esforço físico gradual. Algumas variáveis são analisadas para determinar se o coração apresenta anormalidades no esforço.

Holter 24 horas

Trata-se de uma avaliação do traçado elétrico do coração feita no decorrer de um dia. Para isso, o paciente fica com os eletrodos na região torácica e eles são conectados a um aparelho portátil que registrará a medição.

Ecocardiograma

Exame realizado com um equipamento que é posicionado próximo ao tórax do paciente e que emite ondas de alta frequência para criar imagens (3D, unidimensionais ou bidimensionais) do músculo cardíaco. O ecocardiograma permite que o médico analise todas as estruturas do coração e identifique anomalias como alterações estruturais, perda de função do coração, mau funcionamento das valvas cardíacas, sobrecarga, etc.

As doenças cardíacas podem ser fatais se não forem adequadamente tratadas. Portanto, fazer a avaliação cardiológica regularmente é a maneira mais eficiente de prevenir tais doenças e promover a saúde.

Fontes:

Ministério da Saúde;

Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC);

Hospital Israelita Albert Einstein;

Revista Saúde.

CategoryDicas de saúde

Em casos de emergência        (11) 95960-9698